Boas Vindas!

Você está no Congresso Nacional!
Um lugar onde se junta pessoas dos mais diversos estilos, etnias, gostos e opiniões e ficam aqui, sem qualquer tipo de receio, levando a banca suas palavras e considerações sobre os mais diversos assuntos.
Vamos apresentar nossas idéias, debatê-las ao fundo e, se alguma coisa for útil, agregar às nossas, se não, engavetá-las!

domingo, 16 de dezembro de 2007

Boas-Vindas!!

Nada melhor do que começar com um artigo de boas-vindas!!!

Vamos ver se depois de tantos e tantos blogs conseguimos ficar pelo menos um ano aqui, postando e discutindo!

Vamos logo falar o do por que do nome Congresso Nacional।

Sim, eu estava sem qualquer criatividade no momento. Pensei por algum tempo, pesquisei, sondei, mas não achava nada que pudesse ser tao grandioso e digno para se por num blog (!!). Fiz o mais fácil, busquei por referências fáceis, nomes de lugares, pessoas e instituições. Então pensei: por que não Congresso Nacional? É perfeito.

Um lugar onde se junta um monte de pessoas, dos mais diversos estilos, etnias, gostos e opiniões e ficam ali, desavergonhadamente, sem qualquer tipo de receio, levando a banca suas palavras e considerações sobre os mais diversos assuntos, muitas vezes banais, descartáveis, parciais e com segunda intenções totalmente egoístas, mas em igual quantidade com sábias opiniões, propostas e soluções, mas todas, boas ou ruins, que ficam ali, por dias, meses e anos, sendo discutidas numa discussão sem fim e que por muitas vezes, acabam sendo engavetadas.

Opa! Então quer dizer que isto aqui é um lugar para se discutir e não se chegar a lugar algum? Exato!

Vamos fazer como eles! Apresentar nossas idéias, debate-las ao fundo e, se alguma coisa for útil, levar às nossas, se não, e sabemos que a maioria não será, engavetá-las!

2 comentários:

Wagnelson da Silva disse...

Perfeito!

Nada melhor que lugares para engavetar diversas conversas, projetos e ideais, que vão e vem, sem fulcro, jamais chegam a algum lugar.

Fantástico é poder expor idéias e depois esquece-las como se nada importassem.

Compensador, talvez, fazer de conta que não importa aquilo que falamos, sendo certo que são apenas palavras.

Feliz, porém amargurado, é fingir que não nos importamos com isso. Que não somos atingidos.

Racional aquele que tudo expõe, mas que pouco dá a conhecer.

Breve, conciso, sucinto, lacônico, enfim, com poucas palavras fazemos aquilo que mais sabemos: NADA.

Nefelibata disse...

Gostei da idéia e sempre que possível participarei deste blog, não só com comentários, mas com sugestões para tópicos. Será que desta vez o pessoal vai cooperar e encher isso aqui com coisas interessantes? Tomara que sim. Aqui no Piauí as conversas "pegam fogo" e de tanto participar destas conversas eu fui desenvolvendo novas formas de ver o mundo. Espero trazer algumas das discussões "piauienses" para este blog.

Abraços