Boas Vindas!

Você está no Congresso Nacional!
Um lugar onde se junta pessoas dos mais diversos estilos, etnias, gostos e opiniões e ficam aqui, sem qualquer tipo de receio, levando a banca suas palavras e considerações sobre os mais diversos assuntos.
Vamos apresentar nossas idéias, debatê-las ao fundo e, se alguma coisa for útil, agregar às nossas, se não, engavetá-las!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Retrospectiva 2007 - O Papa que não gostava de história

"Para vaticanistas, papa 'ignorou realidade brasileira'"
"O papa Bento 16 ignorou a realidade brasileira nos cinco dias de visita ao país, na avaliação de especialistas em Vaticano ouvidos pela BBC Brasil."
"Segundo esses analistas, os discursos do papa demonstraram que ele não consegue entender o pluralismo religioso existente no Brasil e o conceito mais abrangente de família, além de não reconhecer o processo sangrento que marcou o início da evangelização na América Latina."

Sim. num ano de muitas visitas importantes ao Brasil, o Papa Bento XVI foi uma destas e, assim como é de se esperar num grande evento, não deixou se passar desapercebido, em todos os sentidos.

Não vou aqui quantificar importância quanto ao cargo, ao homem que o ocupa, ou a sua igreja, pois, catolicos ou não, sabemos da importancia da igreja no contesto histórico e atual, para o bem ou para o mal. Mas sim, podemos quantificar números de sua viagem, como os mais de 1,2 milhôes de fieis que se espremeram no Campo de Marte durante a missa de canonização do Frei Galvão, sem mencionar os quantos que tomaram chuva para vê-lo passar nas ruas de São Paulo e fizeram vigília frente ao Mosteiro de São Bento.

O que realmente vale mencionar aqui é que a igreja católica realmente é de extrema importancia e influência no Brasil, assim como em toda América do Sul e simplesmente eles fazem questão de esquecer o passado de sua chegada ao continente.

“Ele começou dizendo que o Brasil nasceu cristão e terminou afirmando que nunca existiu um ataque à cultura pré-colombiana na América Latina. A história do genocídio dos indígenas parece completamente desconhecida por ele” - Ettore Masina, escritor e especialista em assuntos do Vaticano.

Será que o Papa e seus vários assessores não conhecem um pouco da história de nosso continente? Será que nem se deram ao trabalho de conhecê-lo? Ou será que eles tentam reescrever a nossa história para esquecermos a verdade?

De fato não sei, o que sei é que mais uma vez, aqueles que fizeram parte do massacre e assalto de nossas culturas indígenas simplesmente posam de herois da colonização e transformação em civilização de nosso povo.

Sim, tanto os portugueses quanto católicos são responsáveis pelo extermínio de nossos índios e sua cultura, esta muito mais pura do que a dos que aqui chegaram, tão puras e inocentes a ponto de não perceberem o que realmente estaria por vir.

Talvez tenha sido apenas um esquecimento da parte do Papa, um fio de ignorância do intermediário entre fiéis católicos e Cristo, mas fica demostrado mais uma vez que, assim como nossos puros índios, continuamos aceitando tudo que nos é enfiado por guela abaixo, continuamos aceitando e homenageando àqueles que nos causam ou causaram perdas.

Não sou contra a Rica Igreja Católica que sempre tenta ajudar os pobres, sou contra atitudes que mostram total desrespeito a verdade, atitudes que só demostram que não importante a instituição, àqueles que a comandam é que realmente são responsáveis pelas atitudes, normalmente direcionadas em seus próprios interesses. Em ultima instância, não sou contra o Papa, mas sim contra aqueles que puxam os cordões da marionete.

Um comentário:

Alfredo disse...

Vale lembrar que o Hatzinger é considerado um dos maiores teólogos e pensadores da religião do mundo.

Mas ao que parece, ele não conhece muito ou despreza a história da América...