Boas Vindas!

Você está no Congresso Nacional!
Um lugar onde se junta pessoas dos mais diversos estilos, etnias, gostos e opiniões e ficam aqui, sem qualquer tipo de receio, levando a banca suas palavras e considerações sobre os mais diversos assuntos.
Vamos apresentar nossas idéias, debatê-las ao fundo e, se alguma coisa for útil, agregar às nossas, se não, engavetá-las!

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Supremus, a evolução... evoluindo...

E lá se foram mais de um ano e meio de muitas e muitas horas pensando e escrevendo, lendo e narrando, imaginando um mundo fictício, criaturas sombrias, e a capacidade de alterar a realidade através do Prâna. Horas e mais horas de mente focada e centrada num objetivo único e, diferente de tantas outras vezes, sem desânimo, sem enrolações e auto-desculpas para abandonar tudo.

Sei que a grande maioria, não dos que aqui lêem e postam, não se importam com o ato, e muito mesmo com o gênero, mas para mim está sendo uma realização ver que, aos poucos, passo-a-passo, meu livro/jogo Supremus está evoluindo. Sim. Realmente está!

Fiquei sabendo hoje que no dia 15 desde mês (Outubro) enfim o material foi registrado e agora estou começando o que poderia classificar com a 2ª parte mais difícil: tentar encontrar uma editora para se tornar parceira no projeto.

Sei que não é comum este tipo de postagem por aqui, mas não pude me conter, realmente estou muito feliz e animado e, principalmente, esperançoso e disposto a dar continuidade neste processo tão longo, estafante e demorado, mas que vem sendo tão gratificante!!!

Título: SUPREMUS: A EVOLUÇÃO
Personalidades: CLAUDIO MAGNO DE BRITO - Autor(A)
Registro: 443117, no Livro 831, Folha 277, em 15/10/2008
Gênero: Outros
Obra Publicada: Não
Tipo de Apresentação: Impressa/Computador, 160 página(s).

Espero conseguir manusear o fluxo do Prâna a meu favor e transformar minha doente imaginação em algo palpável! Rsrs

E lembrem-se:

Não tema Laestrigones e Ciclopes nem o furioso Poseidon;
você não irá encontrá-los durante o caminho
se o pensamento estiver elevado
e se a emoção jamais abandonar seu corpo e seu espírito.
Laestrigones e Ciclopes e o furioso Poseidon não estarão em seu caminho
se você não carrega-los em sua alma,
se sua alma não os colocar diante de seus passos.
- Konstantinos Kavafis (1863-1933)

7 comentários:

Wagnelson da Silva disse...

Parabéns pelo feito.
Acredito que logo conseguirá ver sua obra na lista dos mais vendidos da revista IstoÉ, dando entrevistas no Jô, e também na Luciana Gimenez.

Torço, no mais íntimos dos meus desejos, que de certo sua empreitada, me pondo à sua disposição para qualquer novidade.

Att.

Wagnelson da Silva

Dirty Evil Bastard disse...

Hey hey! Isso é algo bem legal de se ouvir. Sabe que sempre quis fazer algo assim, mas nunca tive a disciplina necessária. Entretanto é extremamente satisfatório ver um amigo conseguir fazer.
Só queria deixar claro que enquanto você faz isso, milhares de pessoas morrem de fome no mundo.
Abraços

Wagnelson da Silva disse...

KKKKKK

Sem comentários.

Cleber Banow disse...

Opa! Que legal Magno;
Torço para que um breve dia você possa colher todos os frutos que merece, diante ao esforço e empenho mencionado na elaboração do mesmo;

Que muitos jogadores do mundo admirem seu trabalho e sinceramente... na minha opinião é melhor ser reconhecido pelas pessoas que realmente sabem o significado do RPG ao invés de dar entrevistas no Jô ou Luciana G. (rsrs)

Ao amigo que critica a fome do mundo, deveria postar dos quais projetos sociais esta participando para a tal mudança no cenário mundial.

Valeu...!!!

Wagnelson da Silva disse...

Pelo que parece, meu comentário neste tópico soou como 'menosprezo' ao trabalho do meu ilustre irmão. Para clarear as idéias e também evitar que este blog se torne a 'casa da mãe Joana', quero deixar bem claro que meus votos de sucesso são os mais sinceros e que torço para que este trabalho possa render, no mínimo, a merecida publicação.

E para os baderneiros, apenas o silêncio.

Dirty Evil Bastard disse...

Tem gente chegando em cima da hora e que não está sacando as piadas internas.
Nós somos infames, eu só desejo a desgraça alheia, inclusive a fome mundial. Eu nem sonho em mudar o mundo hehe
Mas ao Magno, com ou sem reconhecimento, o trabalho já foi feito e isso "per se" já é o bastante! :-)

sejO! disse...

Porque não?

Talvez esse livro venha mudar o mundo!

Imaginem os sudaneses mastigando suas folhas....


Felicidades Magno, ao utilizar esse nobre ato de escrever, que tão poucos sabem, mostra que é meu irmão.